Quinta-Feira, 03 de Março de 2011

Cidade sorriso e acolhedora


Graças a boas administrações Curitiba vem elevando seu prestígio no mapa nacional e recebendo mais e mais migrantes e, parece que bem se adaptam.

Conversando com amigo sobre nossa cidade, levantei um problema dela: Curitiba só falta praia. Engano seu, disse este amigo. Se tivesse praia e, por isso, também porto, a cidade seria outra e bem diferente igual a tantas muitas. É de pensar. Mas que uma praia cairia bem, não tenho dúvida. Seria desejar muito? Não bastam nossas praias, não tão atraentes, aqui próximo, ou as mais agradáveis da bela e Santa Catarina, que quase são nossas? Consta que na alta temporada Balneário Camboriú, por exemplo, tem mais paranaenses do que catarinenses. Gosto bastante de Camboriú, nossa a um só tempo Copacabana e Ipanema, sem a falta das belas garotas não ipanemenses mas tão ou ainda mais belas. Não é por acaso que seguidamente uma catarinense levanta o cetro de mais linda mulher brasileira.

Curitiba além de ser a cidade sorriso é igualmente cidade acolhedora. Pesoas aqui chegam e gosta da vida tranquila, do trânsito que apesar de tudo ainda é trafegável, dos restaurantes com menos filas, menos filas também nos espetáculos, com bons teatros e cinemas, uma original Ópera do Arame, o bom risoto de Santa Felicidade, o torteloni verde do Bologna, o filé grisé do Bar Palácio, o barreado, o espagueti, o camarão, as sopas e ah... as sobremesas. Quem tem tudo isso e livrarias como a do Aramis Chaim e a universidade com a Federal a PUC-PR e outras, raramente sente falta de praia e nos mais quente do verão em menos de uma hora está junto do mar. E até os hotéis estão, pouco a pouco, apresentando serviço de melhor qualidade.

P.S.- Deus nos deu os campos e a arte do homem edificou as cidades. M. T. Verrão, in Da De Rustica







 Voltar

Contato